Cia  da palavra

A poética transforma a palavra num cristal de rara beleza.

Ler é nobre.
Textos



 Um vírus chega. do nada
e se espalha
do nada.
Cada espaço do Planeta.
Planeta chora .
Cientistas buscam a curva
e se curvam, não sabem nada.
Pessoas se prendem em suas casas 
Não saem, não abraçam.
Esperam a curva
e se curvam ao medo.
Nações preocupadas com a economia.
Quanta ironia!
Idosos trancados nas gavetas    
E tantos soltos nos guetos .
Indígenas esquecidos
nas sua ocas .
mas afastados do perigo.  
Quanta ironia!
Moradores  de rua na rua.
Esperando nada 
O vírus se alastra.
Esperamos a curva
e nós  estamos a espera 
da curva 
Profissionais da saúde morrendo,enfrentando o vírus
a espera do nada  
Esperamos a curva 
e Deus sabe a hora. 
Nós não sabemos de nada!
COSMO
Enviado por COSMO em 06/04/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras